• Banner interno

pexels-photo-804172.jpeg

Fui neurótico durante anos
Cheio de ansiedades, depressões e egoísmos.
Todos me diziam que mudasse,

Eu ficava ressentido e ao mesmo tempo concordava,
e queria mudar, mas não conseguia,
por mais que tentasse.

O que mais me feria era o meu melhor amigo,
que, tal como os outros,
insistia que eu mudasse.

Mas, um dia, ele disse-me:
“Não mudes! Gosto de ti como tu és!”

Estas palavras foram música para os meus ouvidos,
esta frase do amigo: “Não mudes! Não mudes!
Não mudes… Gosto de ti como tu és!”

Então relaxei; voltei a viver. E então mudei!

Agora sei que não teria conseguido mudar até encontrar alguém que me amasse,
com ou sem mudança.

É assim que vós me amais, ó Deus?

(em Anthony de Mello, O Canto do Pássaro)