• Banner interno

Deus é o Pastor do seu Povo


Vamos refletir sobre a experiência que o Povo da Antiga Aliança faz do amor de Deus como o Pastor do seu rebanho. Na terra de Israel, pequenos proprietários apascentavam pessoalmente seu rebanho. Quando o rebanho era grande demais, o dono colocava pastores a seu serviço e estes eram pagos para isto. Seu trabalho consistia em procurar pastagens e água e em defender o rebanho contra feras e ladrões. Para tal fim andavam munidos de cajado e bastão. A dedicação do pastor se tornou imagem da dedicação de Deus para com seu povo.

 

Todo o Antigo Testamento está impregnado desta idéia. Os reis deviam ser pastores para o povo. O pastor por excelência é o Rei messiânico, o Messias, o enviado de Deus para libertar o povo dos opressores e que o povo esperava ansiosamente.

 

Encontramos um texto de extrema beleza sobre o bom Pastor e os maus pastores em Ezequiel 34,1-16. Vamos tomar a Bíblia na mão e fazer a leitura com muita atenção, saboreando a linguagem simbólica e poética e sua mensagem profunda.

Primeiro, leiamos os versículos 1 a 10. Deus se queixa amargamente dos maus pastores.

Nos versículos 11 a 16, Deus se declara o bom pastor que cuida do seu rebanho. (Tempo para leitura e comentários)

Deus diz quem vai ser o Bom Pastor para seu rebanho. (Cf. Ez 34,23-24 e 37,24)

A missão dos reis de Israel de serem pastores. No Salmo 72 se fala sobre a missão do rei, nos versículos 1-7.12-17.

 

O Rei messiânico é Jesus


O Novo Testamento fala de Jesus como o Bom Pastor (Mateus 18,12-14; Lucas 15,1-7).  Mas, o texto mais bonito está em João 10,1-18 e 27-30, que vamos aprofundar mais.

 

Primeiro, vamos fazer a leitura, penetrando bem o seu sentido. Os versículos 1 a 10 falam de Jesus que é a Porta pela qual as ovelhas vão entrar. Os versículos 11 a 18 mostram que Jesus é o verdadeiro Pastor, o Rei messiânico que dá sua vida pelas ovelhas.

Os versículos 27 a 30 dizem que as ovelhas conhecem a voz do Pastor e o seguem. (Confiram João 20,16)

Quais são os versículos que mais lhes tocam?

Comparando o texto do Antigo Testamento com o do Novo Testamento, encontram diferenças? Quais?

Hoje, a Igreja e a comunidade eclesial devem ser o bom Pastor para o povo, especialmente para os mais fracos e afastados. Esta missão está sendo cumprida? Como?

 

Saborear, interiorizar e rezar o Salmo 23


Pastor Universal - Pe. José Paulino sjPastor Universal - Pe. José Paulino sj

Vamos saborear o Salmo 23

Procure um lugar tranqüilo. Faça silêncio profundo. Se gostar, coloque um fundo musical suave.

Abra-se à ação do Espírito Santo com uma breve oração.

Leia, devagar, o Salmo todo. Leia mais uma vez. O Salmo é uma verdadeira poesia!

Saboreie a linguagem poética: verdes pastagens, fontes tranquilas, vale tenebroso, bastão e cajado, mesa preparada, unção com óleo, taça com vinho...

Que lhe dizem estes símbolos?

(Talvez seja o Salmo mais conhecido. Mas, será que é também o mais vivenciado?)

 

Escolha um versículo (ou parte dele) e repita-o interiormente até que sinta vontade de ficar em completo silêncio diante de Deus. Fique assim por algum tempo. Não tenha pressa.

 

Se a fantasia invadir sua mente, escolha outro versículo e siga o mesmo processo.

Se você se sentir agitado, angustiado ou intranquilo, repita algumas vezes:

 

“Junto a mim estás; teu bastão e teu cajado me deixam tranquilo.”

 


Reflita: Será que também eu posso ser “pastor(a)” para os outros? Quem, em meu ambiente, precisa de um refúgio? Que poderei fazer?

 

Leia o Salmo, novamente, e escolha um versículo para acompanhar você nos próximos dias.

 

 

Inês Broshuis

Comissão Regional Bíblico-Catequética do Leste II 

15.05.2012