• Banner interno

4823776_bicycle_boy dima dmitriev.jpg  

Podemos apertar

milhares de mãos,

e ficar sozinhos,

cheios de sensações

à flor da pele.

Uma só mão,

e sentir nela

o calor do absoluto.

 

Podemos percorrer

muitos caminhos,

e ficar sem futuro

cheios de metros

na planta dos pés.

Podemos dar

um só passo,

e antecipar nele

o gozo da meta.

 


Podemos olhar

muitas paisagens,

e ficar vazios

cheios de imagens

na superfície da cor.

Podemos contemplar

um só horizonte,

e ver aparecer nele

a plenitude do infinito.

 

Benjamín González Buelta sj

in: Salmos para sentir e saborear internamente todas as coisas.