• Banner interno

Johnson_Leung.jpg

Gostoso é olhar para o caminho percorrido e perceber o quanto se avançou com o próprio passo, o próprio ritmo, o próprio jeito de caminhar.
Gostoso é tocar com bondade áreas machucadas do coração da gente e curar um pouquinho mais cada uma ao espalhar o amor por lá.
Gostoso é ficar cada vez mais parecido com a própria essência à medida que o tempo passa, os autoenganos se desmancham e a autenticidade floresce.
Gostoso é fazer também da própria existência um modo de contribuir um pouquinho para o mundo respirar mais macio.
Gostoso é saborear a experiência humana com toda a poesia possível.
Gostoso é levar a vida pra passear com olhos de borboleta, sempre dispostos a se encantar.
Gostoso é amar.
 
Ana Jácomo
30.01.2021 (na página do facebook)