• Banner interno

 

 

 

Este filme é Belle e Sébastian, dirigido por Nicolas Vanier. A história se passa em plena Segunda Guerra Mundial (1943). O menino Sébastien (Félix Bossuet) e seu avô (Tchéky Karyo) estão a procura de uma fera que atormenta as ovelhas do vilarejo de Saint Martin, próximo a Suíça. A fera nada mais é que um cão muito maltratado por seu antigo dono e que acaba fugindo para se proteger.  O valente menino a descobre nos alpes franceses  e a protege de todos os perigos que a cercam.

O tom humano do filme se dá pelo caráter do garoto, que mesmo não querendo ir à escola e não entendendo muito de geografia, se mostra um defensor da natureza que o cerca. A cumplicidade entre a cachorra Belle e o menino Sébastian é impressionante. E, a atuação, tanto da cachorra quanto do garoto, é impecável. O olhar do cão é verdadeiro e muito cativante e os espectadores irão sentir certa tristeza com algumas injustiças cometidas contra Belle ao longo da trama.

A produção ganhou o prêmio do Júri no Festival Internacional de Seattle e saiu vencedor também no júri infantil no Festival de Talinn. A obra é uma adaptação do romance Belle et Sébastien, da autora e atriz franco- americana Cécile Aubry. O filme é a terceira adaptação para as telonas. O menino Sébastian e sua cachorrinha já encantaram em outros formatos – já foram série de TV nos anos 60 e anime japonês nos anos 80.

No mundo musical, a dupla inspirou o nome de uma banda de rock indie inglês: Belle & Sebastian surgiu em homenagem aos personagens de Cécile Aubry.  E, em se tratando de música, o filme também engata uma trilha de bom gosto. 

O filme é uma lição de humanidade, tanto que o site oficial da produção disponibilizou materiais pedagógicos para auxiliar os educadores em suas aulas. Fica a dica para professores brasileiros que entendam o idioma francês acessar o conteúdo do site.

Ótimo para ser assistido na catequese com crianças e adolescentes (os adultos também gostam). A defesa da Vida talvez seja a lição central, defesa da natureza, da cachorra Belle, dos judeus que fogem da morte... A estranha família de Sebastian é simples, mas acolhedora. A amizade entre a cachorra Belle e Sebastian é tocante.

Equipe do Catequese Hoje