• Banner interno

 

 

Sinopse:

Elsa, a filha mais velha do rei e da rainha de Arendelle situado em algum lugar na Noruega, nasceu com a capacidade mágica de criar gelo e neve. Um dia quando tinha 8 anos, enquanto brincava com a irmã Anna de 5, ela acidentalmente acerta-lhe com um raio gelado e quase a mata. Então Elsa é trancada no castelo para aprender a controlar seus poderes até o dia de sua coroação. Vive isolada, sem contato com a irmã. Seus pais morrem em um acidente numa viagem. No dia da coroação, anos mais tarde, reencontra a irmã e um novo acidente acontece e Elza decide partir para sempre e se isolar do mundo, deixando todos para trás e provocando o congelamento do reino. Ela se exila num castelo de gelo. Cabe a Anna e Kristoff, um destemido homem da montanha, partirem numa jornada para trazerem Elsa de volta a Arendelle e reverterem o inverno em verão com a ajuda de Olaf um boneco de neve criado por Elsa.

 

Os personagens são significativos: 

- Elsa a primogênita, tudo o que toca congela. Reprimida pela culpa, pois quase matou a irmã, se isola, carrega a dor da solidão e o medo de sentir. Segue sem demonstrar o que sente.

- Anna a caçula, sonhadora e afetuosa, sem saber o que se passa sofre a ausência da irmã, a ausência de afeto e relacionamentos. Sonha com o dia em que tudo será diferente. Busca o amor.

- Kristoff o grandão que veio do gelo (e vive de vender gelo), é amoroso e descobre o amor.

- Olaf o boneco de gelo, sonha viver o verão, adora abraços quentinhos.

Como toda história de aventura, magia e amor, o filme é uma busca. A busca pela liberdade de ser, viver, sentir e amar. 

E o medo? O medo paralisa, congela os corações. O medo nos torna duros e impenetráveis... 

O que pode quebrar o gelo? O Amor!

Somente um ato de amor verdadeiro faz brotar e florescer a vida!

Amor liberta!

É o amor que faz Anna ir em busca de Elsa. É amor que faz Elsa descobrir o que reverte o seu poder de congelar tudo. 

O amor é a resposta para todos os questionamentos, medos e buscas. Nascemos para amar... 

A lição: encare seus medos (e todos riscos), amando, simplesmente, amando! 

Obs: ótimo filme para a catequese, sobretudo com crianças. Pode ser usado para trabalhar o que é amar, os medos que impedem a gente de amar. É possível, ser usado para iniciar a reflexão, mesmo em temas como Jesus e o mandamento do amor, pois o catequista pode ampliar a conversa, com o texto bíblico. O filme é uma linguagem atual e ajuda muito a entrar no universo infantil e provocar a conversa.

 

Marcelle Durães

Equipe do Catequese hoje