• Banner interno

B-I---O-Cego-Bartimeu-2.png

Celebração Dia do Catequista 2019

Batizados e Enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo

 

Querida irmã e caríssimo irmão Catequista, Graça e paz em Cristo Jesus!

Estamos no mês vocacional e nos preparamos para celebrar o dia do catequista, 25 de agosto. Crescemos na convicção de que a catequese está a serviço da iniciação à vida cristã e em nossas realidades se fortalece a prática da inspiração catecumenal para todas as formas de educação na fé.

Estamos em sintonia com o mês da Bíblia, onde refletiremos sobre a Primeira Carta de São João, o mês missionário extraordinário e o sínodo para a Amazônia. Com essas intuições, apresentamos a proposta de uma Celebração para o DIA DO CATEQUISTA, que poderá ser feita no grupo de catequistas e também adaptada à Celebração Eucarística.

Recomendamos que a Celebração seja preparada com antecedência pela equipe de catequistas, liturgia e cantos. 

Nossa gratidão aos inúmeros catequistas espalhados pelo Brasil.

Parabéns Catequistas!  

Ambiente:

Bíblia, cruz missionária (ou outra), vela bonita, bacia com água e pétalas de flores, óleo perfumado, incenso.

Refrão meditativo:

Tudo por causa de um grande amor! Tudo por causa de um grande amor!

Tudo, Tudo por causa de um grande amor! Por causa de um grande amor!

Motivação inicial:

Animador: Querida comunidade, queridos catequistas! Estamos reunidos para celebrar o nosso chamado e a nossa missão. Rendemos graças ao Senhor da vida, que nos chamou a vida e, pelo batismo, nos envia como seus missionários, para anunciar ao mundo a salvação de Jesus Cristo, morto e ressuscitado, vida e esperança para nossos povos. De modo especial, nestes dias que lembramos da vocação dos nossos catequistas, agradecemos ao Senhor por Eles, que são protagonistas de nossas comunidades no processo de iniciação à vida cristã. Esta celebração nos ajudará a viver sempre mais o sentido missionário da nossa adesão a Jesus Cristo. 

Hino de Abertura:

Venham, catequistas, ao Senhor cantar (bis) Ao Deus do universo, venham festejar (bis)

Seu amor por nós, firme para sempre (bis) entrada da cruz missionária Sua fidelidade dura eternamente (bis)

Toda a terra aclame, cante ao Senhor (bis)

Vivamos o batismo com todo o fervor (bis) entrada da bacia com água Nossas mãos orantes para o céu subindo (bis)

Cheguem como oferenda ao som deste hino (bis) entrada do incenso Glória ao Pai, ao Filho e ao Santo Espírito (bis)

Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito (bis) 

Recordação da Vida:

Convidar os participantes tocar na água com pétalas de flores e a recordar elementos ligados ao seu batismo (padrinhos, igreja, presidente da celebração…), lembrando também do seu chamado a serem catequistas (como foi, o que sentiram, por intermédio de quem). Depois da conversa em duplas, alguns partilham com o grande grupo.

Hino:

Antes que eu te formasse dentro do seio de tua mãe, antes que tu nascesses, te conhecia e te consagrei.

Para ser meu profeta entre as nações eu te escolhi, irás aonde enviar-te e o que te mando proclamarás! 

Tenho que gritar, tenho que arriscar, ai de mim se não o faço!

Como escapar de ti, como calar, se tua voz arde em meu peito?

Tenho que andar, tenho que lutar, ai de mim se não o faço!

Como escapar de ti, como calar, se tua voz arde em meu peito?

Não temas arriscar-te, porque contigo eu estarei, não temas anunciar-me, em tua boca eu falarei. Entrego-te meu povo, vai arrancar e derrubar, para edificar, destruirás e plantarás!

Deixa os teus irmãos, deixa teu pai e tua mãe, deixa a tua casa, porque a terra gritando está. Nada tragas contigo, pois ao teu lado estarei. É hora de lutar, porque meu povo sofrendo está. 

Salmo:

Refrão: A minh’alma tem sede de vós, como terra sedenta, ó meu Deus

— Sois vós, ó Senhor, o meu Deus! Desde a aurora ansioso vos busco! A minh’alma tem sede de vós, minha carne também vos deseja, como terra sedenta e sem água! R:

— Venho, assim, contemplar-vos no templo, para ver vossa glória e poder. Vosso amor vale mais do que a vida: e por isso meus lábios vos louvam. R:

— Quero, pois, vos louvar pela vida, e elevar para vós minhas mãos! A minh’alma será saciada, como em grande banquete de festa; cantará a alegria em meus lábios. R:

— Penso em vós no meu leito, de noite, nas vigílias suspiro por vós! Para mim fostes sempre um socorro; de vossas asas à sombra eu exulto! R:

Canto:

A comunidade dança alegre

A comunidade dança alegre e canta, acolhendo agora a Palavra Santa.

A Palavra vem, vem nos libertar

como um vento forte a nos arrastar.

Vamos caminhar, irmãs e irmãos, já chegou a hora da nossa missão.

Evangelho (Mt 28, 16-20)

Naquele tempo, os onze discípulos foram para a Galileia, ao monte que Jesus lhes tinha indicado.

Quando viram Jesus, prostraram-se diante dele. Ainda assim alguns duvidaram.

Então Jesus aproximou-se e falou:

“Toda a autoridade me foi dada no céu e sobre a terra.

Portanto, ide e fazei discípulos meus todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, e ensinando-os a observar tudo o que vos ordenei!

Eis que estarei convosco todos os dias, até o fim do mundo”. Palavra da Salvação.

Todos: Glória a vós, Senhor. 

Silêncio. Meditação. Partilha. 

Meditação:

Leitor: Nestas palavras que ouvimos no Evangelho Jesus Cristo não confiou uma tarefa simples aos seus discípulos, mas deu-lhes uma identidade que os projeta para além de si, na comunhão com a Santíssima Trindade, em favor do mundo inteiro, por meio do testemunho, do serviço e do anúncio do Reino de Deus (cf. DGAE 2019-2023, n.21).

Todos: Eis-me aqui! Envia-me, Senhor!

Leitor: Batizados e Enviados: A Igreja de Cristo em missão no mundo é o tema do Mês Missionário Extraordinário, proposto pelo Papa Francisco. É o tempo oportuno para fortalecer o nosso compromisso missionário, renovando nosso encontro com Jesus Cristo e alegria da fé recebida desde o santo Batismo. 

Todos: Eis-me aqui! Envia-me, Senhor!

Leitor: A missão parte do encontro com Cristo e a Ele conduz. Conhecer Jesus Cristo foi o melhor que aconteceu em nossas vida. Torná-lo conhecido é o melhor presente que podemos dar a uma pessoa (Cf. DAp. 29). Eis o sentido da missão: partilhar o Dom de sermos amados, perdoados e acolhidos por Deus. Ela é a partilha de uma alegria. É um anúncio em palavras e gestos que irradia e atrai. 

Todos: Eis-me aqui! Envia-me, Senhor! 

Leitor: Disse-nos o Papa Francisco: “Quem ama, põe-se em movimento, sente-se impelido para fora de si mesmo: é atraído e atrai; dá-se ao outro e tece relações que geram vida. Para o amor de Deus, ninguém é inútil nem insignificante. Cada um de nós é uma missão no mundo, porque fruto do amor de Deus.”

Todos: Eis-me aqui! Envia-me, Senhor!

Leitor: A iniciação à vida cristã é indispensável para que a Igreja cumpra sua missão, de formar discípulos missionários. É tempo de decidirmos por sermos Igreja querigmática e missionária: peregrina, desinstalada, samaritana, misericordiosa. Precisamos ter o Evangelho no coração e nas mãos e acolher quem está desnorteado, caminhar com as pessoas em situações difíceis, curar feridas (cf. Doc. 107, n.38, 109) 6 

Todos: Eis-me aqui! Envia-me, Senhor!

Leitor: O catequista a serviço da iniciação à vida cristã ajuda a comunidade a se renovar e assumir o seu caráter missionário. A coragem, a decisão e a criatividade são marcas da sua espiritualidade. Muito mais que transmitir conceitos, ele transmite a graça divina experimentada em sua vida, como mistagogo e companheiro nas estradas da vida.

Testemunhos Missionários:

Convidar alguns catequistas ou outros leigos da comunidade para testemunharem brevemente alguma “alegria missionária” que sentem como batizados, membros da comunidade e enviados à missão de fazer discípulos missionários.

Momento Simbólico e Preces:

Pedir aos participantes que segurem ou toquem a cruz e recordem situações, pessoas ou realidades de sofrimento e dor que clamam pela nossa presença missionária como batizados e enviados.

Animador: Partilhemos espontaneamente os sentimentos e os propósitos pessoais. Deixar falar.

Canto:

Leva-me aonde os homens necessitem da palavra,

Necessitem de força de viver, onde falte a esperança,

Onde tudo esteja triste simplesmente, por não saber de Ti

Preces

Animador: Ao Deus que nos chama continuamente e nos faz participantes da sua missão, rezemos com a confiança de filhos e filhas:

Leitor: Leva-nos Senhor, ao encontro com a Vossa Palavra a fim de que sejamos servidores e não meros ouvintes

R: Ficai conosco, Senhor, todos os dias!

Leitor: Leva-nos à experimentarmos a alegria viver em comunidade o amor fraterno

R: Ficai conosco, Senhor, todos os dias!

Leitor: Leva-nos às famílias, especialmente as mais fragilizadas e necessitadas de ajuda:

às famílias

R: Ficai conosco, Senhor, todos os dias!

Leitor: Leva-nos aos pobres, que são a riqueza de nossa Igreja, mas descartados e excluídos de nossa sociedade

R: Ficai conosco, Senhor, todos os dias! 

Leitor: Leva-nos às periferias sociais e existenciais de nossas cidades, campos e florestas

R: Ficai conosco, Senhor, todos os dias!

Leitor: Leva-nos aos jovens a fim de os acompanharmos em seu itinerário de discernimento humano e espiritual

R: Ficai conosco, Senhor, todos os dias!

Oração do Mês Missionário

Animador: Rezemos juntos a Oração do Mês Missionário:

Pai Nosso

o teu filho unigênito Jesus Cristo ressuscitado de entre os mortos confiou aos seus discípulos:

“ide e fazei discípulos todos os povos.”

Recorda-nos que através do batismo

nos tornamos participantes da missão da Igreja. Pelos dons do Espírito Santo,

concedei-nos a Graça de ser testemunhas do Evangelho,

corajosos e vigilantes,

para que a missão confiada à Igreja, ainda longe de estar realizada,

possa encontrar novas e eficazes expressões que levem vida e luz ao mundo.

Ajudai-nos, Pai Santo, a fazer que todos os povos possam encontrar-se com o amor

e a misericórdia de Jesus Cristo,

Ele que é Deus convosco, e vive e reina na unidade do Espírito Santo,

agora e para sempre.

Amém.

 

Animador: Nossas preces prossigamos, rezando juntos a oração que o Senhor nos ensinou:

Todos: Pai Nosso...

Animador: Chegamos ao final desta celebração. Somos gratos ao Senhor por sermos batizados e enviados. Que nossa comunidade reconheça sempre mais a importância dos catequistas, neste tempo em que a transmissão da fé é um grande desafio para todos nós. Vamos nos manter sempre unidos, com alegria, coragem e esperança, porque o Senhor que está conosco todos os dias e nos capacita para sermos seus discípulos missionários. 

Bênção

O Senhor te abençoe e te guarde.

O Senhor faça brilhar sobre ti a sua face e te seja propício. O Senhor volte para ti o seu rosto e te dê a paz.

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Canto (ou outro a escolha):

O Deus que me criou, me quis me consagrou para anunciar o seu amor.

Eu sou como chuva em terra seca: pra saciar, fazer brotar eu vivo para amar e pra servir!

É missão de todos nós! Deus chama, eu quero ouvir a sua voz!

Eu sou como a flor por sobre o muro. Eu tenho mel, sabor do céu, eu vivo pra amar e pra servir.

Eu sou como estrela em noite escura. Eu levo a luz, sigo a Jesus. Eu vivo par amar e pra servir!

Eu sou como abelha na colmeia. Eu vou voar, vou trabalhar. Eu vivo pra amar e pra servir.

Eu sou, sou profeta da verdade. Canto a justiça e a liberdade. Eu vivo para amar e pra servir!

 

Comissão para Animação Bíblico-Catequética