• Banner interno

yl-disabilities-fullwidth.jpg

O BANQUETE
 
A mesa está cheia.
Servem-se manjares saborosos:
a paz, o pão,
a palavra
de amor
de acolhida
de justiça
de perdão.
Ninguém fica de fora,
senão a festa não seria tal.
Os comensais desfrutam
do momento,
e ao dedicar-se tempo
uns aos outros,
reconhecem-se,
pela primeira vez, irmãos.
A alegria é cantada,
os olhos se encontram,
as barreiras caem,
as mãos se estreitam,
a fé se celebra...
...e um Deus se entrega
ao pôr a mesa.
 
José María Rodríguez Olaizola, sj