• Banner interno

pexels-adrianna-calvo-17666.jpg

Bendita seja a brisa nova de cada dia

Bendito seja o germinar oculto e exaltante do Espírito, graças ao qual em cada estação nos faz renascer.

Bendito seja o respiro novo que cada dia, de maneira misteriosa, insuflas em nós, recordando-nos que a nossa criação não está terminada.

Bendito seja este espaço em que pacientemente nos plasmas, respeitando a nossa liberdade e os nossos tempos.

Bendita seja a tua fidelidade à nossa história e à maneira simples em que exortas o nosso coração a não se abandonar às inúteis visões da incerteza, do pessimismo e do cansaço.

Bendito seja o teu Reino que fazes já vir até nós nesta margem provisória, e que nos estimula a compreender a tua vontade.

Bendita seja a tua Palavra que encoraja e inspira perenemente os nossos novos inícios, porque desta maneira nos voltas a colocar a caminho para aquela festa, unânime e fraterna, que o quotidiano é chamado a preparar.

Bendito seja o Deus do nosso ontem, de quem entrevemos a passagem em tantos sinais do tempo presente, umbral daquela revelação maior em que será tudo em todos.

Card. José Tolentino Mendonça
In Avvenire
Trad.: Rui Jorge Martins
Imagem: pexels.com
Publicado em 29.10.2020 no SNPC