DIA1041.JPG

Existe uma imensa variedade de catequistas: jovens e adultos, casados e solteiros, homens e mulheres, leigos e religiosos... Eles atuam em níveis diferentes.

a) Catequistas de base. Atuam nas paróquias e comunidades. Estão em contato direto com o povo. Exige-se para isso uma formação básica.

b) Catequistas coordenadores paroquiais e diocesanos. Trabalham na organização e coordenação de Catequese. Precisam de uma formação mais aprofundada.

c) Catequetas. São catequistas mais dedicados ao aprofundamento e reflexão sobre a catequese. São os "peritos" no assunto. 

A catequese não é só de crianças. Igualmente importante é a catequese de adultos e jovens. Assim, chegamos a ter:

- Catequistas de adultos. São chamados a ajudar os adultos a assumirem a causa de Jesus, ultrapassando uma fé ingênua, individualista e intimista. Embora nem sempre tenha o nome de "Catequese", muitas são as formas em que se trabalha a educação da fé dos adultos: pastoral do Batismo, cursos de noivos, grupos de reflexão, círculos bíblicos, Novena de Natal, Campanha da Fraternidade etc. Também há cursos de teologia para leigos.

- Catequistas de jovens. Promovem uma caminhada de fé que ajuda o jovem a crescer como pessoa, a realizar a interação fé e vida e a assumir sua responsabilidade na comunidade. Aí se destaca a Catequese da Crisma.

- Catequistas de adolescentes e pré-adolescentes. São chamados a ajudar os catequizandos a superarem suas crises e conflitos e a construírem um projeto de vida espelhando-se em Jesus e crescendo dentro da comunidade, participando dela ativamente.

- Catequistas de crianças. Iniciam os catequizandos no seguimento de Jesus, convidam para conhecê-lo e o apresentam através da narrativa da sua vida. Iniciam o catequizando na comunidade dos amigos de Jesus e também na maneira como a comunidade celebra sua fé em Jesus. Isso é feito também proporcionando um primeiro contato com a Palavra de Deus.

De que modo organizar tudo isto?

Pode-se verificar que, quando se fala em Catequese, logo se pensa na Catequese das crianças e adolescentes. Muitas vezes, a Crisma funciona desligada da Catequese de iniciação. Mais difícil ainda é organizar as outras formas de Catequese com Adultos. Os seus agentes não se consideram catequistas. São educadores da fé. Acham que não têm nada a ver com o trabalho catequético da paróquia. Mesmo assim, devemos dizer que há muitos pontos em comum. As grandes orientações para a Catequese dizem respeito a qualquer trabalho na formação dos cristãos. Quanta riqueza é experimentada na formação dos catequistas, que o seria igualmente para os outros agentes da comunidade. Quanta coisa seria de proveito para os pais, para os que trabalham nos encontros de formação da paróquia. É algo para se pensar. Deve haver melhor circulação das riquezas presentes nos diversos setores da educação da fé.

O que deveria, portanto, estar inserido na organização da Catequese da paróquia são, além da Catequese das crianças, a Catequese da Crisma e uma Catequese para os adultos que precisam ser preparados para receber os sacramentos do Batismo, Crisma e Eucaristia. É um tipo de Catequese mais sistemática, proporcionando uma iniciação fundamental e básica para uma vivência cristã comprometida com a construção do Reino de Deus.

Equipe do Catequese Hoje