• Banner interno

 

 

 

O que é isso que aperta o peito?

Que invade a vida... e por vezes nos faz sentir tão sozinhos?!

Solidão?!

Quem pode evitar?

 

Precisamos visitar os labirintos dos nossos sentidos e compreender o que nos cerca.

Olhar... perceber!

Nos dias de hoje acentua-se a necessidade de cultivar a tolerância, o amor, a paz, o bem. E, também de semear sentimentos e valores que contribuem para nossa formação humana... ser mais gente! Ser gentil!

O mundo carece, padece... geme. Uma agonia que nos sufoca...

O que buscamos? Será que perdemos os nossos sentidos? O que nos falta? 

Talvez, a resposta seja bem simples e ao mesmo tempo complexa: Humanidade -  voltar a ser.

O que precisamos não está à venda nos mercados e farmácias, são remédios poderosos: amor, carinho, felicidade, harmonia, sorriso, paz, compreensão, perdão, tolerância, união. Em doses exatas relaxam a alma e o único efeito colateral é a tão sonhada felicidade! 

O que é a felicidade?

"É tão difícil falar e dizer coisas que não podem ser ditas.

É tão silencioso.

Como traduzir o silêncio do encontro real entre nós dois?

Dificílimo contar.

Olhei pra você fixamente por instantes.

Tais momentos são meu segredo.

Houve o que se chama de comunhão perfeita.

Eu chamo isto de estado agudo de felicidade."

(Clarice Lispector)

 

Marcelle Durães

Equipe do Catequese Hoje