• Banner interno


Mantra: Eis-me aqui, Senhor! Eis-me aqui, Senhor! Pra fazer tua vontade, pra viver do teu amor, pra fazer tua vontade, pra viver do teu amor: eis-me aqui, Senhor!

 

Para Refletir


- Livro do Profeta Isaías:

“Não tenhas medo que fui eu quem te resgatou, chamei-te pelo próprio nome, tu és meu!

Pois és muito precioso para mim, e mesmo que seja alto o teu preço, é a ti que eu quero!

Não tenhas medo, estou contigo! (Is. 43)


- Uma estória: 

parede.jpg“... Era uma casa velha, precisava de consertos, reclamava uma reforma, uma nova pintura... Mas antes de tudo começar ele resolveu raspar das paredes a cor velha: um azul sujo e desbotado. Raspado o azul, surgiu uma cor rosa mais velha ainda do que o azul. Raspou-a também. Aí apareceu o creme, depois do creme o branco... Cada morador havia coberto a cor anterior com uma cor nova. E assim ele o fez, pacientemente, camada após camada. Queria chegar à cor original, que apareceria depois que todas as camadas de tinta fossem raspadas. Finalmente o trabalho terminou. E o que encontrou foi surpresa inesperada que o encheu de alegria. Mais bonito que qualquer tinta: madeira linda, a maravilhosa cerejeira com seus veios formando sinuosos arabescos num fundo rosado!...”  (Rubem Alves).

 

Reflexão... (lembrar que somos chamados e que dizer sim implica “raspar as tintas” do nosso interior que encobrem nosso verdadeiro eu, nossa beleza original. A Catequese é processo de "raspar as tintas" e revelar a beleza original e também o verdadeiro rosto de Deus)

 

Renovação da Fé:

Abertos à novidade do Espírito, que nos move a ser catequistas, manifestemos o desejo de recuperar nossa “beleza original”, reafirmando a nossa profissão de fé:


            Creio em Deus, criador de tudo o que é bom,

Que me ama com amor maior que o de pai

E cuida de mim com ternura maior que a de mãe.

Creio em Jesus Cristo,  amigo mais chegado que irmão,

Que pagou por mim a grande dívida

E convidou-me para ser-lhe

Companheiro no cálice e no pão, na cruz e na ressurreição.

Creio no Espírito Santo, terno consolador,

Que enxuga dos olhos as lágrimas

E me inspira nos lábios o sorriso.

Creio na comunidade de fé, mutirão de fiéis,

Operários de um novo tempo,

Gestantes do novo céu e da nova terra.

Creio no Reino pleno da vida abundante,

Na ressurreição dos corpos oprimidos,

Na eternidade do amor

E na solidariedade divino-humana. Amém.

                (paráfrase do Credo)

 

 Pai Nosso...

 

Equipe do Catequese Hoje

01.09.2012