• Banner interno

formação de catequistas - IRPAC 2014

 

Inicio aqui uma série de três artigos e quero, antes de tudo, dar algumas dicas de como fazer chegar a mensagem do Evangelho aos nossos catequizandos. O Diretório Nacional de Catequese (DNC) dá valiosas orientações, que abordaremos oportunamente, a fim de possibilitar uma catequese atualizada e inserida na nossa realidade.

Nestes primeiros três números do nosso Jornal, colocaremos um esquema geral como espinha dorsal para qualquer encontro. 

Qual é o objetivo da catequese?

O que pretendemos fazer na nossa catequese? Não é outra coisa que fazer chegar a mensagem de Jesus, mensagem de vida e de felicidade, aos nossos catequizandos. A catequese tem tudo a ver com a vida concreta de cada um(a). Não é uma doutrina complicada a ser colocada na cabeça e ser decorada. Mas, é uma valiosa orientação para a vida de cada dia, no ambiente concreto, para se chegar à plenitude da vida cristã. 

Qual o melhor método para alcançarmos nosso objetivo?

O Diretório Nacional de Catequese indica, como orientação, o conhecido método "VER - JULGAR (ou Iluminar) - AGIR - CELEBRAR - REVER (DNC cf. n° 157). Este método se aplica a qualquer tipo de catequese, seja para crianças, adolescentes, jovens ou adultos.

Um encontro catequético pode ter o seguinte desenvolvimento:

1. VER: Olhar a vida, a situação dos catequizandos, os problemas e dificuldades encontrados, as dúvidas e perguntas existentes, experiências vividas ... Através de um diálogo aprofunda-se a realidade, analisando causas, atitudes etc.

2. ILUMINAR a realidade com a Palavra de Deus: o que Deus nos diz, como encarar o problema, como descobrir a mensagem de "libertação".

3. CELEBRAR. Encontrar-se com Deus na oração, interiorizando a mensagem.

4. AGIR. Voltar novamente à vida concreta, mas com olhos diferentes, com os olhos da fé, com uma mudança de mentalidade, assumindo o compromisso de viver concretamente a mensagem recebida.

5.REVER: de vez em quando, se faz, em equipe, uma avaliação do processo catequético.

O encontro catequético faz parte de um planejamento que determina o tema, o objetivo de cada encontro. A preparação do encontro seja feita com antecedência, e não na última hora. O catequista tem que assimilar a mensagem, refletir, de antemão, sobre a Palavra de Deus que será proclamada.

O melhor é fazer a preparação junto com outros catequistas.

As três dimensões da catequese

Não podemos nos esquecer de que a catequese deve procurar sempre o equilíbrio entre a formação:

- Individual - o contato pessoal com Deus.

- Comunitária - a vivência fraterna na família, na comunidade, na vida concreta.

- Social - formando uma visão mais global da realidade, visando construir um mundo mais justo, feliz e fraterno.

Não é fácil chegar a este equilíbrio, mas é necessário, a fim de se evitar atenção desequilibrada a determinado aspecto. Os três aspectos andam de mãos dadas e se apoiam mutuamente. Às vezes, chega-­se a uma formação puramente espiritual, individual, sem dar a devida importância à vivência em comunidade, ou se restringe a catequese a problemas sociais, sem ajudar o catequizando a se encontrar consigo mesmo e com Deus. Levemos sempre em conta as três dimensões.

(Compare este desenvolvimento de encontro catequético com o que você tem costume de fazer)

Continua no próximo número...

 

Inês Broshuis

Membro da Comissão de Catequese do Regional Leste 2 da CNBB

25.01.2014