• Banner interno

 

 

 

 Salmo

Maria Bethânia

 

Vida
Oh bela, oh terna, oh santa
Vida
É breve, é grande, é tanta
Vida
Ai, de quem não te canta
Oh vida

Diante da vida delirante / Ai, de quem, vacilante
Repousa e não ousa viver / Deve passar toda existência
Entre o medo e a ansiedade / Não quero ter calmaria
Eu quero ser tempestade / Eu quero ser ventania
Eu quero andar pela cidade / Me embriagando de poesia
Bebendo a claridade / Da luz do dia.

Diante da vida comovente / Ai de quem, tão somente
Reclama e não ama viver / Deve ter feito dentro d’alma
Um vasto mar de amargura / Não quero ter agonia
Eu quero sim, a loucura / O fogo da fantasia
Um precipício de aventura / A vida vindo como orgia
No ofício da procura / De todo dia

Diante do espelho dos seus olhos / Ai, de quem não se vê
Não vê seu destino / Eu quero ver meu desatino
Frente a frente e poder dizer: "Você é quem sempre me dá prazer
Entre você e a calma eu quero ser você, ai" 

Diante do abismo do mistério / Ai, de quem se esconder
Não vai saber / Eu quero o salto pra vertigem
De mim mesmo e poder dizer: "Eu era o caos e o caos eu quero
Eu quero o nada, o germe, eu quero a origem de tanto querer, ai"

Diante da vida que é sublime / Ai, de quem se reprime
Se ausenta e nem tenta viver / Deve ficar olhando o mundo
E lamentando sozinho / Não quero ter letargia
Eu quero ser rodamoinho / Eu quero ser travessia
Eu quero abrir o meu caminho / Ser minha própria estrela-guia
Virar um passarinho / Cantando a vida assim
Cantando além de mim / E além de além do fim

 

O que é a vida se não um breve pulsar? Vivemos ou apenas existimos?

A vida há de ser mais, muito mais. Qual o significado da nossa vivência e até onde ela se estende? 

O que é a vida?

Um breve pulsar, um sopro, um suspiro, um respiro, um alívio. A jornada pode ser curta ou longa, depende da profundidade com que a absorvemos.

Dance a vida, tire os pés do chão, feche os olhos e permita-se ser feliz.

Seja leve, seja livre... viva!!!

Busque a felicidade, o amor, a paz, a alegria!

 

Da felicidade...

"Não chore pelo que você perdeu, lute pelo que você tem.
Não chore pelo que está morto, lute por aquilo que nasceu em você.
Não chore por quem te abandonou, lute por quem está a seu lado.
Não chore por quem te odeia, lute por quem te quer feliz.
Não chore pelo teu passado, lute pelo teu presente.
Não chore pelo teu sofrimento, lute pela tua felicidade.
Não é fácil ser feliz, temos que abrir mão de várias coisas, fazer escolhas e ter coragem de assumir ônus e bônus para ser feliz.
Com o tempo vamos aprendendo que nada é impossível de solucionar,
apenas siga adiante com quem quer e luta para estar com você.
Se engana quem acha que a riqueza e o status atraem a inveja.

As pessoas invejam mesmo é o sorriso fácil, a luz própria, a felicidade simples e sincera e a paz interior."  (Papa Francisco)

 

Marcelle Durães

Equipe do Catequese Hoje