• Banner interno

 

Desconecta

Letra e Música: Daniel Salles

Intérprete: Coral Do CAT (Colégio Adventista da Tijuca- RJ)

De corpos presentes, cabeças ausentes, visitando um mundo paralelo
Com sites na tela e olhos na rede, somos gentes mas não temos elo
Como se a vida fosse nos doar 100 anos mais
Desprezamos as pessoas, preferimos só as coisas com bluetooth e wi-fi
Como se o tempo num loop fosse aqui se repetir 

A gente segue se perdendo em muitos clicks por ai
Cê fica na tua que eu fico na minha, se me irritar eu te deleto!
Curtimos postamos para selfies sorrimos

Quantas vezes não se sabe ao certo
Tanta energia nos dedos mais tao fraco o coração
Nos tornamos guardados em nos mesmos, temos pós em solidão
Fato é que a vida e o tempo não irão se repetir
E agora o que faremos, o que iremos decidir
Desliga, desconecta e sem pressa vem aproveitar o por do sol comigo!
Aqui bem agora nessa hora vou compartilhar o meu melhor arquivo
O tempo com você!

Perdemos momentos, gastamos a vida, como escravos da modernidade
Alem dos limites, a mente delira se esquiva da realidade
E viciante perigoso e é tão normal
Afinal, quem não possui conexão esta por fora do analfabeto digital
Laços rompidos famílias desfeitas mas funciona o 4g
E a gente só clicando, mas continua a se perder

 

Na sutil delicadeza dos gestos, a mensagem.  Um convite à reflexão madura e a mudança consciente de hábitos e posturas.

Avançamos na era digital e regredimos nos laços afetivos. Aprendemos a compartilhar arquivos e esquecemos os abraços, olhares e afetos. 

Na crueza de gestos vazios e frios educamos as crianças para a indiferença e insensibilidade. 

Urge repensar os caminhos, antes, que a conta se torne alta demais.

A solidão tem um preço alto... Estamos preparados suficientemente para lidar com o que tem sido gestado?

 

"Na era da informação, a invisibilidade é equivalente à morte."

Zygmunt Bauman

 

Marcelle Durães

Equipe do site