• Banner interno

pexels-photo-415571.jpeg

Hoje Tu estás calado
Tu, a Palavra
disseste tudo o que tinhas a dizer
Mas Teu Silêncio também fala
Hoje é shabbat, dia do repouso
Para a fé, o mundo existe porque
Teu Pai quis criar, trabalhando
Mas para que o Amor possa brotar
livremente neste mundo criado
Teu Pai quis gerar, parando
O Amor verdadeiro nunca se impõe
Ele crê e espera
Ontem e hoje os poderes mundanos
ignoram esta lógica e
têm dificuldade de entendê-la
Tu, o Filho amado
sempre amaste, trabalhando
mas também aprendeste do Pai
o Mistério de amar, parando
Quanto a mim
serei eu capaz de
parar e repousar, por amor?
Em Teu Silêncio
ajuda-me a crer, a esperar e
pouco a pouco a aprender a amar
Pois neste Sábado
nas profundezas de nossos túmulos
algo radicalmente novo
é gerado em nossa humanidade
cansada, amedrontada e ferida
E quem sabe
ao chegar o fim desta noite
meu coração estará pronto
para enxergar o brilho
de Tua Luz que não se apaga
 
Pe. Francys Silvestrini Adão SJ
03.04.2021
Sábado Santo