• Banner interno

 

A arte na Catequese

 

Sabemos que, através das cores, formas... podemos expressar livremente o que vivemos, pensamos e gostamos. Ao colorir, desenhar, modelar, dobrar papel, colar, cortar...construímos e criamos o que quisermos. A partir daí é possível também perceber a emoção, expressar sentimentos, liberar tensões. Tudo isso é possível a partir de diversas expressões artísticas. “Criar equivale a viver intensamente”.

 

O catequista que proporciona aos catequizandos a expressão dos seus sentimentos, emoções, percepções, auxilia a cada um a aprofundar e viver a mensagem cristã. Possibilita também que cada um faça sua experiência de Deus e que vá gradativamente percebendo o que quer dizer ser sinal do Reino hoje.

itaici arte.jpg 

Seguem algumas sugestões.

 

Desenho

 

* Para crianças até, mais ou menos, 9 anos pode-se usar o desenho livre. A criança desenhará o que ela entendeu da mensagem que lhe foi transmitida. Se esta não for clara para ela, não saberá desenhar nada. (Um alerta para o catequista!)

 

A criança também se revela através do desenho. Suas alegrias ou suas dores são expressas pelas figuras que ela desenha ou omite de desenhar. Se o catequista tiver uma intuição pedagógica, saberá descobrir as emoções e sentimentos do catequizando e poderá ajudá-lo no seu crescimento humano e espiritual. O catequista pode também pedir à criança que “explique” o seu desenho. Aí a criança vai se revelando também.

 

Crianças maiores não têm mais a espontaneidade para fazer o desenho livre. Acham que não sabem desenhar. Um tipo de desenho para elas é o desenho em quadrinhos, desenvolvendo uma mensagem do Evangelho, uma parábola ou algo da vida diária.

 

Também pode-se pedir que os catequizandos reflitam sobre a letra de uma música, uma poesia, uma história, e depois ilustrem a parte da mensagem que perceberam.

 

Recortes, colagens, montagens

 

A partir de gravuras de revistas e jornais, pode-se montar um painel com os anúncios que nossa sociedade de hoje faz e o anúncio de Jesus. Ou monta-se um mural com gravuras mostrando os valores do Reino e os contravalores que o mundo apresenta.

 

Pode-se ilustrar uma parábola através de um painel, passando a sua mensagem para o dia de hoje. (Veja outras sugestões sobre o uso de gravuras já publicadas no Catequese Hoje)

 

Sucatas

 

Sugestões:

 

* montar com sucatas pequenas maquetes das diferentes etapas da vida de Jesus.

* montar a cidade que temos e a que queremos construir.

* aproveitar a reciclagem e construir pequenos brinquedos folclóricos ou outras coisas a partir das sucatas, conforme a criatividade de cada criança.

* montar estradas com pequenas mensagens evangélicas.

 

São algumas sugestões. Em grupo, podem elaborar outras mais ricas e que ajudarão o encontro catequético a ser mais dinâmico e adaptado à realidade de cada turma. O importante é que a arte, a criatividade e a dinâmica não fiquem fora dos encontros.

 

Para refletir e rezar


Vamos ler Mt 5,13-16.

Como fazer para que os encontros de catequese tenham “brilho” e “sabor” especiais na vida dos nossos catequizandos?


Como ajudá-los a ser SAL (sabor) e LUZ (brilho) na vida dos outros?


Em seguida, vamos passar, de mão em mão, um pires com sal e uma vela acesa. Ao chegar às suas mãos, faça uma pequena oração ou expresse um pensamento. Termine com algum canto sobre o Reino de Deus.


Equipe do site

01.11.2012